HISTÓRIA

Tudo começou em um pomar de macieiras

A origem do El Manzanar data do fim do século 19, quando um irlandês radicado na Argentina encontrou nas terras de Luján, província de Buenos Aires, o solo e o clima ideais para o cultivo de maçãs.

Além do vasto pomar de maçãs que deu fama ao lugar, foi implantada ali uma coleção botânica de 25 mil árvores de 1,2 mil espécies diferentes. O projeto foi planejado pelo célebre arquiteto e paisagista franco-argentino Carlos Thays (1849-1934) e reformulado posteriormente pelos paisagistas Neira e Ezcurra.

Carlos_Thays_madurez-crop
freebuenosairesbotanica

Diretor de Parques e Passeios da cidade de Buenos Aires entre 1892 e 1898, Thays foi autor de dezenas de grandes projetos, como o da Plaza de Mayo, do Jardim Botânico de Buenos Aires e do Parque Sarmiento, em Córdoba.

Plaza_de_Mayo_thays
Captura-de-Tela-2015-08-24-as-16.21.08-1024x505
REPRODUCCION: BASILICA DE LUJAN CONCURRIENCIA SALIENDO DEL TEEDEUM 25 DE MAYO DE 1925, DEL ARCHIVO ESTANISLAV S. ZEBALLOS DEL COMPLEJO MUSEOGRAFICO ENRIQUE UDAONDO, 22/6/00

Na mesma época em que El Manzanar iniciava suas atividades, a Basílica de Nuestra Señora de Luján, protetora da Argentina, encontrava-se em plena construção.

parque_sarmiento sepia
jardim_botanico_2sepia

Mais acima, foto do Parque Sarmiento. Em seguida, foto do Jardim Botânico de Buenos Aires.